Canino com possível choque séptico. Nota-se o fígado bem hipoecóico,  rins com aumento de volume e corticais espessas (IRA) e esplenomegalia. No exame laboratorial, apresentou aumento de úreia, creatinina, ALT, AST e fofastase.
O clínico relatou que o animal foi mordido durante uma briga com outro cão, onde no local da mordida, após dois dias já estava com miíase e o animal não se levantava, estava com olhar fixo e membros rígidos…

_CREISSON_CAN_10A_SRD_baco_CREISSON_CAN_10A_SRD_fig_CREISSON_CAN_10A_SRD_ifg2_CREISSON_CAN_10A_SRD_ira